Historia de Joinville

Do ponto de vista populacional, Joinville é a maior cidade do estado de Santa Catarina, e sua origem está vinculada a História  brasileira, francesa e alemã.

Comecemos pela França.

Em 1815 Napoleão Bonaparte perdeu sua última batalha em Waterloo,  isso possibilitou que as nações europeias vencedoras se reunissem definitivamente no Congresso de Viena que propunha a intervenção militar em qualquer país onde houvesse uma ameaça de revoluções de caráter liberal-burguês.

Essa convenção devolveu a monarquia à França e Luis XVIII (irmão de Luis XVI decapitado em 1792 na Revolução Francesa) tornou-se rei até sua morte em 1824 sendo substituído por seu irmão Carlos X.

Esse foi um período de crise econômica e política que geraram descontentamento contra o rei, que procurava reviver o absolutismo. Em julho de 1830, Carlos X dissolve a Câmara dos Deputados e impõe censura à imprensa, provocando forte reação popular. Apoiado pela burguesia Carlos X é deposto e sobe ao poder um novo rei, Luis Felipe, que passa a governar sob uma monarquia constitucional e liberal.

François Ferdinand Philippe de Orleans, Príncipe de Joinville (1816-1900)
François Ferdinand Philippe de Orleans, Príncipe de Joinville (1816-1900)

O Rei Luis Felipe teve 10 filhos, entre eles François Ferdinand Philippe Louis Marie d'Orleans, o príncipe de Joinville.

Nascido em 1816, o príncipe foi educado para os serviços navais e, em 1836, tornou-se tenente da Marinha Francesa.

Em 1840 foi ao Brasil (no comando da fragata la Belle Poule, que levou os restos mortais de Napoleão Bonaparte da Ilha de Santa Helena para França e segundo relatos apaixonou-se por Francisca Carolina Joana Leopoldina Romana Xavier de Paula Micaela Rafaela Gabriela Gonzaga de Bragança, irmã de Dom Pedro II, imperador do Brasil.

Casam-se em 1843, nessa época, a estabilidade política e financeira da França e do restante da Europa era constantemente ameaçada pela insatisfação do povo com o desfecho da Revolução francesa de 1789, ao invés de "liberdade, igualdade e fraternidade" que fora prometido não havia se concretizado.